7 dicas sobre como abrir uma microfranquia - Ceará Certificação

27

out

7 dicas sobre como abrir uma microfranquia

Ter uma microfranquia é uma das principais escolhas de quem deseja entrar no universo dos negócios ou se recolocar no mercado, gerando ótimos resultados e diversas vantagens. Saiba mais e descubra como abrir a sua!

Você já teve vontade de abrir uma microfranquia, mas não faz a menor ideia de como começar? Reconhecida como um modelo de negócio bastante vantajoso, por exigir investimentos menores que o modelo tradicional, essa é uma ótima escolha para quem almeja aumentar a sua renda e administrar uma empresa de sucesso.

Apesar de ser uma opção mais facilitada devido ao fato de pertencer a uma rede de empresas, ter a chance de contar com o suporte do franqueador para a estrutura e o desenvolvimento das atividades, além da redução de investimentos financeiros – as microfranquias também demandam alguns cuidados básicos.

Ao longo deste artigo, você vai entender quais são as regras para abrir, manter o funcionamento das atividades e a qualidade dos serviços ou produtos. Confira, a seguir, as 7 dicas que reunimos para ajudar você a abrir uma microfranquia e transformar a sua vida profissional. Siga conosco!

Vale a pena abrir uma microfranquia?

Um dos primeiros questionamentos que você pode fazer é se realmente vale a pena investir nesse modelo de negócio. Isso é normal, porque empreender é sair totalmente da zona de conforto para testar novas possibilidades, mas é preciso entender se isso pode ser benéfico para você a longo prazo.

De acordo com pesquisas do Sebrae, as micro e pequenas empresas representam 27% do PIB do Brasil, representando boa parte da economia do país. Além disso, há outros motivos que mostram os benefícios de abrir uma microfranquia, como:

  • menor necessidade de investimento inicial;
  • baixo custo se comparado a outros modelos de negócio;
  • solução mais prática, rápida e viável para quem deseja empreender;
  • apoio para busca, seleção e escolha de pontos comerciais;
  • treinamentos sobre os produtos, serviços e processos de operação da marca;
  • ferramentas e sistemas tecnológicos para realizar a gestão da empresa;
  • consultoria de campo e orientação sobre como alavancar os resultados;
  • apoio para divulgar os produtos ou serviços;
  • melhores condições de pagamentos e negociações com fornecedores;
  • vantagens competitivas no mercado.

Como abrir uma microfranquia?

Agora que você já está por dentro dos benefícios a serem obtidos ao abrir uma microfranquia, é chegado o momento de entender como abrir a sua e, assim, dar os seus primeiros passos no empreendedorismo. 

Para ajudar você a conhecer mais sobre o processo de abertura e funcionamento de uma microfranquia, reunimos as 7 principais dicas neste artigo. Boa leitura!

Faça uma pesquisa sobre o cenário econômico e mercadológico

O primeiro passo é, sem dúvidas, avaliar como está a situação econômica e mercadológica da região em que pretende atuar, e do país como um todo, com o objetivo de coletar dados e informações importantes antes de tomar qualquer decisão e colocar a mão na massa.

Para isso, vale buscar não apenas pesquisas atuais, mas também as de até 5 anos anteriores, a fim de entender tendências e as mudanças do mercado provocadas pelos avanços da transformação digital e da sociedade como um todo, o que pode gerar diversos insights para ampliar a sua visão sobre os próximos passos.

Defina o segmento de atuação

Após analisar o que está gerando ótimos resultados, o que não vale mais a pena investir e o que tem muito potencial de se desenvolver mais, é hora de juntar as informações que você coletou e definir o segmento em que pretende atuar. Moda, gastronomia, arte e cultura, pets, livros, decoração? 

Essa escolha deve ser baseada não somente nos seus gostos pessoais, mas na situação econômica e mercadológica do país, nos conhecimentos e nas habilidades que você já possui; nas pesquisas que você fez, nos dados coletados, nos recursos financeiros disponíveis e nas mudanças de comportamento do consumidor.

Busque as marcas que disponibilizam franquias nesse segmento

Sabendo o segmento em que você deseja atuar, quais são as marcas que disponibilizam franquias para esse ramo? Vale pesquisar as possibilidades para entender as que você pode investir para ter um bom retorno nos próximos anos.

Para ter mais sucesso nessa busca, é recomendável estudar a COF (Circular de Oferta de Franquia): por lá, você pode descobrir dados financeiros sobre as redes e encontrar o contato de outros franqueados para, dessa forma, analisar mais informações e fazer a melhor escolha. 

Converse com franqueados e franqueadores

A comunicação pode ajudar você desde antes do momento de abrir uma microfranquia: é indicado entrar em contato tanto com franqueados quanto franqueadores para conhecer os valores e as regras definidos, os resultados, o público, as condições contratuais, as atividades do dia a dia, entre outros.

O risco de investir em uma empresa com poucos franqueados é maior, então vale atentar para isso também. Ao falar com eles, vale fazer alguns questionamentos para se preparar mais, como:

  • quanto foi o gasto de inauguração da unidade;
  • como foi a implementação da microfranquia;
  • como é o suporte;
  • quais são os resultados das vendas nos anos anteriores e agora;
  • quais são os principais desafios enfrentados na rotina;
  • qual é o capital de giro necessário;
  • quais foram as experiências negativas e positivas.

Ter o conhecimento mais aprofundado sobre essas questões, além de aumentar o seu conhecimento sobre as opções disponíveis, também ajuda você a reduzir o risco de falhas, preocupações e prejuízos financeiros.

Conheça o modelo de franchising

Um dos principais erros de muitos empreendedores ao investir em franquias é não saber muito sobre o franchising. Por isso, antes de abrir a sua microfranquia, vale entender mais sobre como funciona esse sistema e quais são as opções de modelo de negócio.

Conte com o apoio de uma assistência jurídica

Ao iniciar o processo de escolha da franquia, já é preciso contar com a ajuda de algum profissional da área jurídica. Isso porque, ao contar com um especialista dessa área, você pode ter mais segurança com os contratos de franquia oferecidos, obtendo menos riscos e mais tranquilidade após assiná-los.

Escolha o ponto comercial da microfranquia

Caso a microfranquia não seja home based, ela precisa ter um ponto comercial ou uma loja física. Para fazer a escolha ideal, é indicado conversar com a franqueadora, a fim de analisar os locais mais indicados, visando o retorno que cada local pode oferecer de acordo com os serviços ou produtos a serem vendidos.

Esse conteúdo ajudou você a entender mais sobre o processo de abertura de uma microfranquia? Esperamos que tenha inspirado você a entrar no mundo dos negócios. 

Compartilhe este artigo nas suas redes sociais para inspirar mais outras pessoas que você conhece!

×  Como podemos te ajudar?