7

jan

Escalabilidade: como fazer sua empresa ter um crescimento saudável

Você ainda não ouviu falar sobre escalabilidade? Muitos empreendedores sabem, ao iniciar ou desenvolver uma empresa, que é preciso inovar nos processos para atender às mudanças no comportamento do consumidor, acompanhar as inovações tecnológicas e ficar à frente da concorrência no mercado. 

Porém, investir em inovação não é a única forma de desenvolver sua organização. Para expandir uma empresa, é importante se preparar para manter a estabilidade e não ter prejuízos financeiros nem desqualificar a imagem da sua marca.

Sua empresa tem condições de crescer o dobro e continuar atendendo bem ao aumento de clientes e demandas, por exemplo? É sobre isso que a escalabilidade vai tratar: a necessidade de ter um desenvolvimento sustentável a longo prazo.

Para saber como ter uma empresa escalável, garantindo o seu crescimento saudável, é só continuar acompanhando a leitura desse texto com a gente. Vamos lá!

O que é escalabilidade?

Afinal, o que realmente significa esse termo “escalabilidade”? Alguns exemplos de empresas escaláveis são Netflix, iFood e Spotify, que conseguiram se desenvolver bem, aumentando rapidamente seu público, com baixo investimento.

Ou seja, não se trata apenas sobre ter um bom crescimento, mas sobre manter essa expansão, fazer uso dos recursos ideais e ter atenção à condução da empresa.

Por meio de um modelo de negócio escalável, a tendência é que sua empresa consiga crescer e aumentar as lucros, alcançando mais consumidores e ampliando a produção sem a necessidade de adicionar mais recursos ou custos.

Há dois tipos de escalabilidade: a horizontal e a vertical. É importante entender esses dois conceitos para saber como sua empresa pode crescer da forma ideal.

Escalabilidade horizontal

Esse modelo nada mais é do que definir a meta de se tornar referência no segmento em que atua

Sua padaria não só vai crescer e atender bem a todos os clientes, mas também vai ser reconhecida como a melhor padaria da região, por exemplo.

Escalabilidade vertical

Já na escalabilidade vertical, o objetivo não é ser líder do segmento em determinada região, mas se desenvolver mais dentro desse segmento.

A sua empresa de sanduíches vai ter o objetivo de aumentar a diversidade de sabores para atender às novas demandas e tendências desse mercado, por exemplo.

Ou seja, a escalabilidade horizontal tem a proposta de se desenvolver de forma mais ampla para alcançar mais vendas, e a vertical tem a meta de expandir a variedade de produtos ou serviços dentro do segmento em que atua.

Quais são os benefícios da escalabilidade?

Antes de saber como colocar a escalabilidade em prática no dia a dia da sua empresa, é importante conhecer quais são os benefícios gerados por esse processo. Confira os principais deles a seguir:

– identificação de possíveis problemas;

– análise mais ampla do potencial de desenvolvimento;

– implementação de mudanças positivas;

– baixa taxa de CAC (Custo de Aquisição do Cliente);

– geração de competitividade no mercado;

– replicação fácil e eficaz de processos;

– crescimento mais saudável;

– definição de metas e objetivos tangíveis;

– aumento do faturamento.

Vale a pena tornar a sua empresa escalável, não é mesmo? Prossiga na leitura para saber como fazer isso.

1.Analise o atual cenário da sua empresa

Você sabe dizer qual é a verdadeira situação do seu negócio atualmente? É importante fazer alguns questionamentos, como: quais são os investimentos e as despesas realizados, onde são armazenados os documentos, qual tem sido a taxa de CAC, quais são os obstáculos que a empresa está enfrentando para se desenvolver no mercado, etc.

 


Também é fundamental analisar o cenário da economia em sua região, do mercado do segmento em que atua e também dos seus concorrentes diretos. Fazer um benchmarking pode ajudar você a entender quais são as ações que levaram os concorrentes a crescerem e alcançarem mais clientes.

2.Faça um planejamento estratégico

Depois de entender melhor a realidade da sua empresa, buscando mais informações e analisando dados e métricas, é hora de partir para a ação. 

Ao avaliar as dores e os problemas a serem solucionados, é mais fácil definir os objetivos e as metas para desenvolver sua empresa – e deixá-la preparada para a expansão da carteira de clientes e demandas.

Por meio de um bom planejamento estratégico, você deve ter atenção aos seguintes pontos:

– identificar possíveis riscos, prejuízos ou falhas;

– definir metas e objetivos de curto, médio e longo prazo;

– comunicar para a equipe de forma prática e transparente;

– estabelecer os processos a serem realizados para cada setor da empresa;

– avaliar os potenciais de crescimento;

– definir indicadores para fazer acompanhamento;

– fortalecer a cultura organizacional com o time.

3.Invista em ferramentas tecnológicas

Como é feita a comunicação da equipe de sua empresa, e como é o processo de armazenar documentos e arquivos importantes?

Muitas empresas sentem dificuldades com a organização de processos e com a integração do time. Porém, hoje já é possível contar com ferramentas para te ajudar com isso.

Os avanços tecnológicos podem ajudar você a armazenar diversos dados na nuvem, garantindo mais segurança e acessibilidade para você e os colaboradores.

Além disso, por meio de um sistema de gestão, a comunicação entre a gestão e a equipe pode ser feita de forma mais prática e efetiva, sem prejudicar o andamento das demandas.

Inclusive, investir em um software de gestão é uma ótima escolha para quem deseja alcançar as metas almejadas, fazer monitoramento dos processos, integrar os profissionais, otimizar as atividades e aumentar a taxa de lucros.

4.Fique de olho na gestão financeira

Ter atenção às finanças de seu negócio também é um dos principais passos para organizar a situação da sua empresa, fazer o planejamento estratégico e colocar os processos em ação, a fim de desenvolver sua empresa de forma escalável.

É necessário organizar a gestão financeira, analisar os investimentos efetuados, renegociar dívidas, ficar de olho nas obrigações fiscais, avaliar quais custos fazem sentido para o crescimento de sua empresa e cortar despesas desnecessárias.

5.Conte com o auxílio de especialistas

Assim como é essencial investir em um software de gestão para automatizar processos e otimizar o tempo, também é recomendável contar com o apoio de especialistas, como contadores consultores, analistas de marketing e advogados empresariais, a fim de obter mais sucesso no processo de tornar sua empresa escalável.

Terceirizar alguns profissionais também pode ajudar sua equipe a não ficar sobrecarregada, elevando a qualidade nas entregas de trabalho e aumentando o engajamento dos colaboradores.

Esperamos que nossas dicas ajudem você a impulsionar o crescimento saudável da sua empresa. Para conferir mais posts como esse, continue acompanhando o nosso blog e fique de olho em nossas redes sociais: Facebook, Linkedin e Instagram.

×  Como podemos te ajudar?